Archive for September, 2014

422 milhões de reais são injetados na economia com salários dos servidores

September 29th, 2014

A Secretaria de Estado da Fazenda do Estado do Mato Grosso fará na segunda feira dia 31 de março o pagamento dos salários dos servidores públicos do estado referentes ao mês trabalhado de março. O montante será de 422 milhões de reais e destes 330 milhões serão para os servidores do poder Executivo e 92 milhões para os servidores dos poderes Legislativo e Judiciário. O secretário de Estado da Fazenda, o senhor Marcel Souza de Cursi, parabenizou o esforço do governador e de toda a sua equipe em realizar o pagamento ainda dentro do mês trabalhado. Para conseguir isso é preciso manter o fluxo de caixa sempre em dia e sob controle. Junto com os salários também será feito o pagamento da bonificação natalina dos servidores que aniversariam no mês de março.>

Leia mais nesse link.

Aumento de 50 reais no salário de servidores é discutido em Catanduva

September 23rd, 2014

Foi realizada uma sessão extraordinária na Câmara de Vereadores de Catanduva com o objetivo de votar projetos de lei que prevê a o aumento de cinquenta reais no salários de alguns servidores públicos. Entre os beneficiados estariam os servidores que atuam na administração direta, nas autarquias, na funerária municipal e os professores que lecionam no Instituto Municipal de Ensino Superior. No ano passado já havia sido aprovado o abono salarial dos funcionários e estes novos três projetos de lei são referentes a ele. Ao incorporar o valor de cinquenta reais no salário dos servidores públicos, o abono mensal será reduzido para cem reais. Durante a votação houve bastante discussão entre os parlamentares. Uma das polêmicas foi o questionamento de se o benefício seria estendido aos servidores aposentados e inativos.>

Saiba mais nesse artigo.

Vereadores aprovam aumento do próprio salário

September 17th, 2014

Os vereadores do município de Ribeirão Preto fizeram uma sessão extraordinária e aprovaram unanimemente em uma votação o reajuste salarial dos próprios salários. O valor do reajuste aprovado foi de 5,56 por cento, o que faz com que os novos salários dos vereadores sejam de 11.562 reais mensais. Esse reajuste foi justificado como sendo apenas a reposição da inflação do último ano e é o mesmo valor de reajuste que foi concedido a todos os outros servidores municipais. Esse projeto não estava previsto para as votações de ontem, porém o texto foi apresentado durante a noite e foi feito um pedido de urgência para que a votação fosse realizada o mais rapidamente possível. Os vereadores alegaram que todo trabalhador merece o reajuste salarial.>

Você pode ler mais nessa página.

Ex-prefeito aumenta o seu salário e é multado

September 11th, 2014

Algumas irregulares foram encontradas na prestação de contas do município de Ortigueira, no estado do Paraná de acordo com o Tribunal de Contas do Estado do Paraná. Além do atraso de 75 dias no envio dos dados contábeis, financeiros, operacionais e patrimoniais ao Sistema de Informações Municipais, foi autorizada a concessão de reposição salarial ao magistério com um valor acima da inflação do período eleitoral. Devido as irregulares, as contas do ano de 2012 do município foram desaprovadas e o então prefeito recebeu duas multas que, somadas, somam pouco mais de 1400 reais, além de sanções administrativas previstas na legislação brasileira. O processo será encaminhado ao Ministério Público Estadual. Em ano eleitoral, os reajustes salariais concedidos podem apenas cobrir as perdas inflacionárias registradas ao longo do ano.>

Leia mais aqui.

Falta de trigo eleva o preço do pão francês

September 5th, 2014

As padarias da cidade de Manaus, capital do estado do Amazonas, estão vendendo pão francês a um preço mais alto neste começo de ano. O tradicional pãozinho pode ser encontrado com preços até 25 por cento maiores, o que resultado dos problemas enfrentados pela distribuição de trigo na capital. Houve uma greve de supervisores da Superintendência da Zona Franca de Manaus, o que está prejudicando a distribuição de trigo e, consequentemente, reduzido a produção local, e encarecendo o produto para o consumidor final. Além da greve da Suframa, dois outros fenômenos contribuíram para a elevação destes preços. Entre eles o reajuste do salário mínimo e o encarecimento de outras matérias primas utilizadas para a fabricação do pão como açúcar, óleo e fermento.>

Encontre mais informações nesse site.