Archive for the ‘financiamentos’ Category

Penhora Conta Salário

February 18th, 2013

Penhora Conta Salário não é possível. A Conta Salário é impenhorável. Está artigo seiscentos e quarenta e nove do Código Civil. Essa impenhorabilidade tem a exceção do pagamento de pensão alimentícia. Do contrário, a penhora é impossível. A conta salário é um direito garantido ao trabalhador.

Trabalhador sempre tão sofrido neste país que sofre até hoje com os desmandos dos portugueses no tempo que o Brasil não existia. Todas as mazelas do país foram criadas pelos portugueses, tudo de ruim que existe no país é fruto da colonização extrativista da Coroa Portuguesa, e do povoamento do país que foi baseado em criminosos e meretrizes. Oh, os nobres de Portugal também vieram, mas Portugal sempre foi a escória da Europa, não a toa, quando se sentiram ameaçados por Napoleão, fugiram. Uma raça de covardes.

A covardia está impregnada no sangue e é por isso que o brasileiro assiste a tudo passivamente. É por isso tudo que o governo está cheio de ladrões, a população está cheia de malandros que apenas querem passar a perna no próximo e de vagabundas seminuas vendendo o corpo por uns trocados. E a educação sempre relegada ao último plano, cria jovens que sonha em pousar em revistas pornográficas, por isso a televisão está lotada de traseiros e tetas. E com tanta pele a mostra o tempo todo, os jovens apenas querem saber de fornicação.

Penhora Conta Salário depende também de interpretação jurídica, a Justiça é cheia de brechas, porque as leis são feitas de maneira dúbia para permitir todo tipo de descalabro jurídico. É por isso que o país está assim, afinal de contas os nobres legisladores que inventam as leis são indivíduos acéfalos que são eleitos por um povo de desmemoriados. Já dizia aquele francês, o país definitivamente não é sério. Logo, tudo aqui é bastante relativo, dúbio e duvidoso.

Modelo Carta Conta Salário

February 13th, 2013

Modelo Carta Conta Salário bom pode ser começando com o banco destinatário e então coloca o nome completo, número do documento de identidade (RG), e o número do Cadastro de Pessoa Física do Ministério da Fazenda (CPF / MF). É bom citar o segundo inciso da resolução de número três mil quatrocentos e dois do Conselho Monetário Nacional.

Também é interessante citar a data de início, dizer que não há custo, que os valores serão creditados integralmente na agência e conta de um determinado banco. Agência, conta e nome do banco devem ser citados. É importante registrar que a transferência ocorra assim que o dinheiro chegar, para que o dinheiro chegue à conta de destino com maior celeridade. É preciso informar o número do banco, nome do banco, agência e conta logo abaixo.

É importante que se faça três vias e assine todas e dizendo que uma deva ser devolvida protocolizada devidamente. Ao fim, marcar a cidade, a data, mês e ano. Assinar logo abaixo e deixar um espaço para protocolo de recepção do gerente. É bom solicitar carimbo. A base normativa da Conta Salário é composta por duas resoluções e duas circulares: Resolução do Conselho Monetário Nacional de três mil quatrocentos e dois do ano de dois mil e seis, Resolução do Conselho Monetário Nacional de número três mil quatrocentos e vinte e quatro do ano de dois mil e seis, Circular três mil trezentos e trinta e seis do ano de dois mil e seis e a Circular três mil trezentos e trinta e oito de dois mil e seis.

Conta Salário Na Caixa

June 18th, 2012

Conta salário na Caixa tem uma especial para magistrados. É um produto diferenciado para o servidor que recebe seu salário em conta corrente na Caixa. O banco fornece atendimento exclusivo com equipe gerencial especializada no atendimento ao Judiciário e também disponibiliza produtos de crédito com taxas especiais de juros.

O crédito rotativo é um limite vinculado à conta corrente para o pagamento de despesas emergenciais ou para ampliação de poder de compra. É o cheque especial da Caixa, um crédito para ser usado como quiser, sem burocracia com taxas de juros especiais. Tem consignação com crédito ágil e prazo amplo com facilidade para pagamento. O empréstimo consignado é uma linha de crédito que é destina especialmente para o magistrado que recebe o salário na Caixa, mas é necessário que o tribunal tenha convênio para o desconto das prestações na folha de pagamento.

A conta também pode ser movimentada pela internet para pagamentos, transferências, assim como pode ser usado o cartão de débito nos terminais de auto-atendimento, nos quiosques do Banco 24 Horas, PAB, agências da Caixa, casas lotéricas e correspondentes Caixa Aqui. E claro, também é possível usar a conveniência do débito em conta para fazer o pagamento de contas.

A respeito de conta salário, é vedada a cobrança de tarifas em transferências de dinheiro para outra instituição financeira, para crédito à conta de depósito do próprio beneficiário, seja conjunta ou não, contanto que os valores sejam transferidos totalmente, admitindo a dedução de parcelas de empréstimo, financiamento ou arrendamento mercantil que sejam contratados na conta salário. Se a transferência for parcial e para outro banco, a tarifa pode ser cobrada, mas se for no mesmo banco.

Como Abrir Uma Conta Salário

June 18th, 2012

Como abrir uma conta salário é simples, mas não depende do empregado, quem abre a conta é o empregador e não há impedimento se o empregado estiver com o nome sujo, pois é uma conta salário, não terá cheque, cartão de crédito, CDC, nem nada disso, então não há problema. Se o banco encrencar por isso, é só reclamar para o Banco Central.

Para abrir uma conta salário, é necessário firmar um contrato ou convênio entre a instituição financeira e o empregador, ela não pode ser aberta pelo empregado, ela é aberta pelo empregador que é responsável por identificar os beneficiários. As instituições financeiras só estão obrigadas a abrir conta salário se prestarem serviços de execução de folha de pagamento para uma empresa. Para tal, é necessário que seja assinado um contrato ou convênio entre o banco e o empregador.

O uso de conta salário para servidores e empregados públicos passou a ser obrigatório em dois de janeiro de dois mil e doze. Anteriormente, os pagamentos podiam ocorrer através de contas comuns desde que houvesse contrato assinado entre o órgão público e o banco que tivesse clausulas que vedassem a cobrança de tarifas dos beneficiários para pelo menos transferência total ou parcial dos créditos para outros bancos, saques totais ou parciais do dinheiro ou fornecimento de cartão magnético e talão de cheques para movimentação do dinheiro.

Em tais casos, a conta do servidor ou funcionário público ficava sujeita às regras a respeito de tarifas bancárias que foram estabelecidas pela resolução do Conselho Monetário Nacional de número três mil novecentos e dezenove do ano de dois mais e tinha o adicional das isenções citadas anteriormente. A obrigatoriedade para empregados do setor privado data de dois de janeiro de dois mil e nove.