Archive for the ‘Rio de Janeiro’ Category

Conta Salário HSBC

February 24th, 2013

Conta Salário HSBC é igual a qualquer outra, até porque a conta salário é uma conta padrão criado pelo Banco Central com o único de fim de receber os depósitos provenientes de salários, pensões e similares. A Conta Salário HSBC, assim como qualquer outra, não pode ser aberta pelo trabalhador, é de responsabilidade do empregador, se ele quiser pode depositar o salário do trabalhador no HSBC, mas não necessariamente ele vai colocar, porque ele escolhe o banco que bem entender para depositar o salário de seus empregados e a Lei da Conta Salário institui que o trabalhador pode tirar o dinheiro dessa conta e transferir para conta em qualquer outro banco de sua preferência sem pagar nada por isso. Basicamente isso.

Para o trabalhador, o Banco HSBC oferece a Transferência Automática de Salário. É um serviço oferecido pelo banco que transfere automaticamente o salário da conta salário para uma conta HSBC sem custos, assim como prevê a Resolução do Banco Central do Brasil. Para quem já é cliente pode contar com os melhores benefícios bancários: Crédito com taxas atrativas e parcelas que cabem no bolso; Cartões, cheques e senhas permanecem as mesmas; Os números de agência e conta não mudam; Continua tendo à disposição o Meu HSBC Telefone, Internet, Celular, Caixa Eletrônico, Agências e os terminas do Banco 24 Horas e produtos como consórcio de imóveis, planos de previdência e outros.

Quem não é cliente pode conquistar os seguintes benefícios: linhas de crédito com taxas diferenciadas, saques e extratos ilimitados no Meu HSBC Caixa Automático, mínimo de dois saques internacionais mensais na Rede Cirrus Plus, Cartões de Crédito Internacionais, Saquem sem uso do cartão de débito; entre outras facilidades que só o Banco HSBC pode oferecer.

Lei Conta Salário

June 30th, 2012

Lei Conta Salário instituiu a chama conta salário, que começou a valer a partir do dia dois de abril de dois mil e sete, mas apenas para contratos de pagamento de salário que foram assinados a partir do dia seis de setembro de dois mil e seis. Para contratos de trabalho que foram assinados antes dessa data, a conta salário passou a valer no dia dois de janeiro de dois mil e nove, sendo que para servidores públicos só passou a valer no começo de dois mil e doze.

A instituição da conta salário permite que o trabalhador escolha em que banco prefere receber o seu salário, podendo solicitar ao banco em que a empresa deposita seu salário para que transfira para a instituição de sua escolha com isenção de tarifa na transferência da conta salário para outro banco. São vedadas tarifas para fornecimento de cartão magnético, a não ser em casos de pedidos de reposição decorrentes de perda, rouba, dano e outros motivos que sejam imputáveis para a instituição financeira. Também não pode haver cobrança para até cinco saques a cada crédito depositado. O beneficiário tem o direito de fazer pelo menos duas consultas mensais de saldo nos caixas eletrônicos ou no guichê de caixa e também de pelo menos dois extratos contendo a movimentação da conta nos últimos trinta dias, além de manutenção da conta, no caso de não haver movimentação.

A base normativa da conta salário é composta pela resolução do CMN (Conselho Monetário Nacional) de número três mil quatrocentos e dois de dois mil e seis, pela resolução do CMN de número três mil quatrocentos e vinte e quatro também de dois mil e seis e pelas circulares de número três mil trezentos e trinta e seis e três mil trezentos e trinta e oito, ambas, também do ano de dois mil e seis.